anatomia clínica do pé

Antepé, mediopé e retropé

Clinicamente o pé é dividido em três porções: retropé, mediopé e antepé. 

Antepé

É constituído pelos metatarsos e falanges
A articulação entre o mediopé e antepé, articulação tarsometatarsal, também é conhecida como articulação de Lisfranc.

mediopé

É formado pelos ossos navicular, cubóide e cuneiformes medial, intermédio e lateral
A principal articulação é entre os ossos navicular (do mediopé) com o tálus e calcâneo (retropé), denominada de articulação taluscalcâneonavicular (local onde tem grande mobilidade para os movimentos de inversão e eversão do pé). 

retropé

É formado pelos ossos tálus e calcâneo
A articulação entre o tálus e calcâneo é denominada de articulação subtalar (articulação de Choupart). 

ARCOS DO PÉ

Os ossos do pé formam arcos de sustentação e distribuição do peso corpóreo, são divididos em três arcos: longitudinal medial, longitudinal lateral e transversal.
O arco longitudinal medial é formado pelos ossos calcâneo, tálus, navicular, 1º e 2º metatarsos. 
O arco longitudinal lateral é formado pelos ossos calcâneo, cubóide, 3º, 4º e 5º metatarsos. 
O arco transversal é constituído pelos ossos cuneiformes (medial, intermédio e lateral), cubóide e base dos cinco ossos metatarsais.

tipos de pés / tipos de pisadas

O pé cavo é aquele que possui o arco bem acentuado e curvo.
Já o pé plano, toca quase que por inteiro o chão. 

Pé plano / pronado

Conhecido como “pé chato”. 
Caracteriza-se por uma postura pronada (uma inclinação dos ossos do tornozelo para medial) da parte posterior do pé. 
Além disso, ocorre uma diminuição do arco longitudinal plantar, que vai desde os dedos até o calcanhar, condição na qual a maior parte da planta do pé fica em contato com o solo.

Pé cavo / supinado

Também conhecido como “pé arqueado”. 
Caracteriza-se por uma postura supinada (uma inclinação dos ossos do tornozelo para lateral) da parte posterior do pé. 
Apresenta elevação excessiva do arco longitudinal da base plantar do pé, desde os dedos até o calcanhar. 
O exagero dessa curvatura, se caracteriza pela distribuição do peso em apenas dois pontos, o calcâneo e a cabeça dos metatarsos.

Referências Bibliográficas

BONTRAGER: Kenneth L.;  John P.  Manual Prático de Técnicas e Posicionamento Radiográfico. 8 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2015.
MOORE: Keith L. Anatomia orientada para a clínica. 7. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014.
NETTER: Frank H. Netter Atlas De Anatomia Humana. 5.ed. Rio de Janeiro, Elsevier, 2011.
SOBOTTA: Sobotta J. Atlas de Anatomia Humana. 21ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2000.
Gostou do nosso conteúdo? Ajude-nos, compartilhando em suas redes sociais!

Deixe uma resposta