Livro-dicionário de plantas medicinais

As plantas medicinais foram identificadas e utilizadas ao longo da história da  humanidade, pois têm a capacidade de sintetizar uma grande variedade de  compostos químicos que são utilizados para desempenhar funções biológicas  importantes e para a defesa contra o ataque de predadores, tais como insetos,  fungos, herbívoros e mamíferos. 

Pelo menos 12.000 desses compostos foram  isolados até hoje, um número estimado em menos de 10% do total.

O uso de plantas como medicamentos antecede a história humana escrita. 

Muitas  das ervas e temperos usados pelos seres humanos, na alimentação contém  compostos medicinais úteis. 

O uso de ervas e especiarias na culinária desenvolveu-  se em parte como uma resposta à ameaça de agentes patógenos de origem  alimentar. 

Estudos mostram que em climas tropicais, onde os patógenos são mais  abundantes, as receitas são mais condimentadas. 

Além disso, as especiarias com  poder antimicrobiano mais potentes tendem a serem selecionadas. 

Em todas as  culturas os vegetais são menos temperados do que as carnes, presumivelmente  porque são mais resistentes à deterioração. 

As angiospermas foram a fonte original  da maioria das plantas medicinais. 

Muitas das ervas daninhas comuns que povoam  os assentamentos humanos, como a urtiga e o dente-de-leão, têm propriedades  medicinais

Os compostos químicos em plantas mediam seus efeitos sobre o corpo humano  através de processos idênticos aos já bem compreendidos pelos compostos  químicos das drogas convencionais, assim os medicamentos fitoterápicos não  diferem muito de drogas convencionais em termos de funcionamento. 

Isso permite  que os medicamentos à base de plantas ou frutos possam ser tão eficazes como  os convencionais, mas também podem ter o mesmo potencial para causar efeitos  secundários nocivos.

Assim toda vez que for utilizar plantas medicinais veja sempre  seus efeitos colaterais, e no caso de gravidez consulte seu médico.

Este pequeno livro-dicionário ainda não está completo, assim sendo solicitamos a colaboração dos senhores, que se encontrarem algum termo importante, novo ou mesmo definições que não estão corretas, gostaríamos que entrassem em contato conosco, assim que iremos atualizá-lo. 

O email é: mjsimoes_43@hotmail.com

Gratos,

Os autores.

Gostou do nosso conteúdo? Ajude-nos, compartilhando em suas redes sociais!