músculos da cabeça - da face ou da mímica facial

Os músculos da face (músculos da expressão facial) estão na tela subcutânea da parte anterior e posterior do couro cabeludo, face e pescoço.
Eles movimentam a pele e modificam as expressões faciais para exprimir humor.
A maioria dos músculos se fixam ao osso ou fáscia e atuam mediante tração da pele.
 
Importante lembrar que todos os músculos faciais são inervados pelo VII par craniano, o nervo facial, via ramos:
Auricular posterior;
Ramos temporais;
Zigomático;
Bucal;
Marginal da mandíbula;
E cervical do plexo parotídeo.
MOORE: Keith L. Anatomia orientada para a clínica. 7. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014.

COURO CABELUDO

galea aponeurótica

A galea aponeurótica (aponeurose epicraniana) cobre a parte superior do crânio.
Em sua região posterior junta-se entre o intervalo de sua união com os músculos occipitais, especificamente na protuberância occipital externa e nas linhas mais altas do osso occipital do pescoço.
Na fronte, ele forma uma extensão curta e pequena entre a união com o músculo frontal.
Imagem: Niel Asher Healthcare

Epicrânio ou Músculo Occipitofrontal - ventre frontal

origem

Aponeurose epicrânica.

inserção

Pele e tela subcutânea dos supercílios e da fronte.

inervação

Nervo facial (VII) – Ramo temporal.

principais ações

Eleva os supercílios e enruga a pele da fronte; protrai o couro cabeludo (indicando surpresa ou curiosidade).
Imagem: https://commons.wikimedia.org
MOORE: Keith L. Anatomia orientada para a clínica. 7. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014.

Epicrânio ou Músculo Occipitofrontal - ventre occipital

origem

Dois terços laterais da linha nucal superior.

inserção

Aponeurose epicrânica.

inervação

Nervo facial (VII) – Ramo auricular posterior.

principais ações

Retrai o couro cabeludo; aumenta a eficácia do ventre frontal.
Imagem: https://commons.wikimedia.org
MOORE: Keith L. Anatomia orientada para a clínica. 7. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014.

temporal

origem

Fáscia temporal.

inserção

Borda lateral da gálea aponeurótica.

inervação

Nervo facial (VII) – Ramo temporal.

principais ações

Estica o couro cabeludo e traciona para trás a pele das têmporas. Combina-se com o occipitofrontal para enrugar a fronte e ampliar os olhos (expressão de medo e horror).
Imagem: https://commons.wikimedia.org
MOORE: Keith L. Anatomia orientada para a clínica. 7. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014.

pálpebras

Orbicular do olho (esfíncter orbital)

origem

Margem orbital medial; ligamento palpebral medial; lacrimal.

inserção

Pele ao redor da margem da órbita; lâminas tarsais superior e inferior.

inervação

Nervo facial (VII) – Ramos temporal e zigomático.

principais ações

Fecha as pálpebras: a parte palpebral o faz com suavidade; a parte orbital, com firmeza (piscar).
Imagem: https://commons.wikimedia.org
MOORE: Keith L. Anatomia orientada para a clínica. 7. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014.

Corrugador do supercílio

origem

Extremidade medial do arco superciliar.

inserção

Pele superior ao meio da margem supraorbital e arco superciliar.

inervação

Nervo facial (VII) – Ramo temporal.

principais ações

Leva o supercílio medial e inferiormente, criando rugas verticais acima do nariz (que exprimem interesse ou preocupação).
Imagem: https://commons.wikimedia.org
MOORE: Keith L. Anatomia orientada para a clínica. 7. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014.

nariz

Prócero e parte transversa do M. nasal

origem

Fáscia aponeurótica que cobre o osso nasal e a cartilagem nasal lateral.

inserção

Pele da fronte inferior, entre os supercílios.

inervação

Nervo facial (VII) – Ramo bucal.

principais ações

Abaixa a extremidade medial do supercílio; enruga a pele sobre o dorso do nariz (exprimindo desdém ou aversão).
M. Prócero - Imagem: https://commons.wikimedia.org
Parte transv. do m. nasal - Imagem: https://commons.wikimedia.org
MOORE: Keith L. Anatomia orientada para a clínica. 7. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014.

depressor do septo

origem

Fossa incisiva da maxila.

inserção

Septo e na parte dorsal da asa do nariz.

inervação

Nervo facial (VII) – Ramo bucal.

principais ações

Traciona para baixo as asas do nariz, estreitando as narinas.
Imagem: Pinterest.com
Imagem: Rinoplastia online.com
MOORE: Keith L. Anatomia orientada para a clínica. 7. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014.

orelha

M. auricular superior

origem

Fáscia da zona temporal.

inserção

Tendão plano na parte superior da superfície craniana do pavilhão da orelha.

inervação

Nervo facial (VII) – Ramo temporal.

principais ações

Traciona o pavilhão da orelha para cima.
Imagem: https://commons.wikimedia.org
Imagem: https://www.canstockphoto.com.br

M. auricular anterior

origem

Porção anterior da fáscia na zona temporal.

inserção

Saliência na frente da hélix.

inervação

Nervo facial (VII) – Ramo temporal.

principais ações

Traciona o pavilhão da orelha para frente e para cima.
Imagem: https://commons.wikimedia.org
https://www.canstockphoto.com.br

M. auricular posterior

origem

Processo mastoideo.

inserção

Parte mais inferior da superfície craniana da concha.

inervação

Nervo facial (VII) – Ramo auricular posterior.

principais ações

Traciona o pavilhão da orelha para trás.
Imagem: https://commons.wikimedia.org
https://www.canstockphoto.com.br

boca

Levantador do lábio superior

origem

Margem infraorbital (maxila).

inserção

Pele do lábio superior.

inervação

Nervo facial (VII) – Ramo bucal.

principais ações

Parte dos mm. dilatadores da boca; retrai (eleva) e/ou everte o lábio superior; aprofunda o sulco nasolabial (exprimindo tristeza).
Imagem: www.iinmed.com
Imagem - https://warfare.com.br

M. levantador do lábio superior e asa do nariz

origem

Processo frontal da maxila (margem inferomedial da órbita).

inserção

Cartilagem alar maior.

inervação

Nervo facial (VII) – Ramo bucal.

principais ações

Abaixa a asa lateralmente, dilatando a abertura nasal anterior (“alargando as narinas”, como durante a raiva ou o esforço).
Imagem: www.iinmed.com
MOORE: Keith L. Anatomia orientada para a clínica. 7. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014.

Levantador do ângulo da boca

origem

Maxila infraorbital (fossa canina).

inserção

Ângulo da boca (modíolo).

inervação

Nervo facial (VII) – Ramo bucal.

principais ações

Parte dos mm. dilatadores da boca; alarga a rima da boca, como ao sorrir com os dentes à mostra ou fazer careta.
Imagem: https://commons.wikimedia.org
Imagem: http://corpoacorpo.uol.com.br

Orbicular da boca (esfíncter oral)

origem

Parte medial da maxila e mandíbula; face profunda
da pele perioral; ângulo da boca (modíolo).

inserção

Túnica mucosa dos lábios.

inervação

Nervo facial (VII) – Ramo bucal.

principais ações

O tônus fecha a rima da boca; a contração fásica
comprime e protrai os lábios (ao beijar) ou resiste
à distensão (ao soprar).
Imagem: https://commons.wikimedia.org
MOORE: Keith L. Anatomia orientada para a clínica. 7. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014.

Zigomático menor

origem

Face anterior, zigomático.

inserção

Pele do lábio superior.

inervação

Nervo facial (VII) – Ramo bucal.

principais ações

Parte dos mm. dilatadores da boca; retrai (eleva)
e/ou everte o lábio superior; aprofunda o sulco nasolabial (exprimindo tristeza).
Imagem: https://commons.wikimedia.org
MOORE: Keith L. Anatomia orientada para a clínica. 7. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014.

Zigomático maior

origem

Face lateral do zigomático.

inserção

Ângulo da boca (modíolo).

inervação

Nervo facial (VII) – Ramo bucal.

principais ações

Parte dos Mm. dilatadores da boca; elevam a
comissura labial — bilateralmente para sorrir (felicidade); unilateralmente para zombar (desdém).
Imagem: https://commons.wikimedia.org
MOORE: Keith L. Anatomia orientada para a clínica. 7. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014.
MOORE: Keith L. Anatomia orientada para a clínica. 7. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014.

Bucinador (músculo da bochecha)

origem

Mandíbula, processos alveolares da maxila e mandíbula, rafe pterigomandibular.

inserção

Ângulo da boca (modíolo); orbicular da boca.

inervação

Nervo facial (VII) – Ramo bucal.

principais ações

Pressiona a bochecha contra os dentes molares; atua com a língua para manter o alimento entre as faces oclusais e fora do vestíbulo da boca; resiste à distensão (ao soprar).
Imagem: https://commons.wikimedia.org
MOORE: Keith L. Anatomia orientada para a clínica. 7. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014.

depressor (Abaixador) do ângulo da boca

origem

Base anterolateral da mandíbula.

inserção

Ângulo da boca (modíolo).

inervação

Nervo facial (VII) – Ramo marginal da mandíbula.

principais ações

Parte dos mm. dilatadores da boca; abaixa a comissura labial bilateralmente para exprimir reprovação (tristeza).
Imagem: https://commons.wikimedia.org
MOORE: Keith L. Anatomia orientada para a clínica. 7. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014.

Risório

origem

Fáscia parotídea e pele da boca (muito variável).

inserção

Ângulo da boca (modíolo).

inervação

Nervo facial (VII) – Ramo bucal.

principais ações

Parte dos mm. dilatadores da boca; abaixa a comissura labial bilateralmente para exprimir reprovação (riso forçado).
Imagem: https://commons.wikimedia.org
MOORE: Keith L. Anatomia orientada para a clínica. 7. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014.

depressor (Abaixador) do lábio inferior

origem

Platisma e parte ântero-lateral do corpo da mandíbula.

inserção

Pele do lábio inferior.

inervação

Nervo facial (VII) – Ramo marginal da mandíbula.

principais ações

Parte dos mm. dilatadores da boca; retrai (abaixa) e/ou everte o lábio inferior (“fazer beicinho”, tristeza).
Imagem: https://commons.wikimedia.org
MOORE: Keith L. Anatomia orientada para a clínica. 7. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014.
MOORE: Keith L. Anatomia orientada para a clínica. 7. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014.

Mentual

origem

Corpo da mandíbula (anterior às raízes dos
incisivos inferiores).

inserção

Pele do queixo (sulco mentolabial).

inervação

Nervo facial (VII) – Ramo marginal da mandíbula.

principais ações

Eleva e protrai o lábio inferior; eleva a pele do queixo (exprimindo dúvida).
Imagem: https://commons.wikimedia.org
MOORE: Keith L. Anatomia orientada para a clínica. 7. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014.

Platisma

origem

Tela subcutânea das regiões infraclavicular e
supraclavicular.

inserção

Base da mandíbula; pele da bochecha e do lábio
inferior; ângulo da boca (modíolo); orbicular da
boca.

inervação

Nervo facial (VII) – Ramo cervical do plexo parotídeo.

principais ações

Abaixa a mandíbula (contra resistência); tensiona a pele da região inferior da face e do pescoço (exprimindo tensão e estresse).
Imagem: https://commons.wikimedia.org
MOORE: Keith L. Anatomia orientada para a clínica. 7. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014.

Referências Bibliográficas

BONTRAGER: Kenneth L.;  John P.  Manual Prático de Técnicas e Posicionamento Radiográfico. 8 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2015.
MOORE: Keith L. Anatomia orientada para a clínica. 7. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014.
NETTER: Frank H. Netter Atlas De Anatomia Humana. 5.ed. Rio de Janeiro, Elsevier, 2011
SOBOTTA: Sobotta J. Atlas de Anatomia Humana. 21ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2000.
Gostou do nosso conteúdo? Ajude-nos, compartilhando em suas redes sociais!