A musculatura do pé é dividida em 5 compartimentos.
Sendo 4 para a planta do pé: Medial da planta, Central da planta, Lateral da planta, Interóssea do pé.
*os músculos da planta estão organizados em quatro camadas dentro de quatro compartimentos.
E 1 para o dorso: Dorsal do pé.
MOORE: Keith L. Anatomia orientada para a clínica. 7. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014.

compartimento medial da planta

abdutor do hálux

origem

Tubérculo medial da tuberosidade do calcâneo; retináculo dos músculos flexores; aponeurose plantar.

inserção

Face medial da base da falange proximal do 1º dedo.

inervação

N. plantar medial (S2, S3).

principais ações

Abduz e flete o hálux  o 1º dedo.
Imagem: teachmeanatomy.com
Imagem: https://commons.wikimedia.org
NETTER: Frank H. Netter Atlas De Anatomia Humana. 5.ed. Rio de Janeiro, Elsevier, 2011.

flexor curto do hálux

origem

Faces plantares do cubóide e cuneiformes laterais.

inserção

Os dois lados da base da falange proximal do 1º dedo.

inervação

N. plantar medial (S2, S3).

principais ações

Flete a falange proximal do 1º dedo.
Imagem: teachmeanatomy.com
Imagem: https://commons.wikimedia.org
NETTER: Frank H. Netter Atlas De Anatomia Humana. 5.ed. Rio de Janeiro, Elsevier, 2011.

compartimento central da planta

flexor curto dos dedos

Divide-se em quatro tendões.

origem

Tubérculo medial da tuberosidade do calcâneo;  aponeurose plantar; septos intermusculares.

inserção

Os dois lados das falanges médias dos quatro dedos laterais.

inervação

N. plantar medial (S2, S3).

principais ações

Flete os quatro dedos laterais.
Imagem: teachmeanatomy.com
Imagem: https://commons.wikimedia.org
NETTER: Frank H. Netter Atlas De Anatomia Humana. 5.ed. Rio de Janeiro, Elsevier, 2011.

quadrado plantar

origem

Face medial e margem lateral da face plantar do
calcâneo.

inserção

Margem póstero-lateral do tendão do M. flexor longo dos dedos.

inervação

N. plantar lateral (S2, S3).

principais ações

Ajuda o M. flexor longo dos dedos a fletir os quatro  dedos laterais.
Imagem: teachmeanatomy.com
Imagem: https://commons.wikimedia.org
NETTER: Frank H. Netter Atlas De Anatomia Humana. 5.ed. Rio de Janeiro, Elsevier, 2011.

lumbricais

origem

Tendões do M. flexor longo dos dedos.

inserção

Face medial da expansão sobre os quatro dedos laterais.

inervação

Um medial: N. plantar medial (S2, S3).
Três laterais: N. plantar lateral (S2, S3).

principais ações

Fletem as falanges proximais, estendem as falanges média e distal dos quatro dedos laterais.
Imagem: teachmeanatomy.com
Imagem: https://commons.wikimedia.org
NETTER: Frank H. Netter Atlas De Anatomia Humana. 5.ed. Rio de Janeiro, Elsevier, 2011.

adutor do hálux

Possui duas cabeças, uma oblíqua e outra transversa.

origem

Tubérculo medial da tuberosidade do calcâneo; retináculo dos músculos flexores; aponeurose plantar.

inserção

Face medial da base da falange proximal do 1º dedo.

inervação

N. plantar medial (S2, S3).

principais ações

Abduz e flete o hálux  o 1º dedo.
Imagem: teachmeanatomy.com
Imagem: https://commons.wikimedia.org
NETTER: Frank H. Netter Atlas De Anatomia Humana. 5.ed. Rio de Janeiro, Elsevier, 2011.

compartimento lateral da planta

ABDUTOR DO mínimo

origem

Tubérculos medial e lateral da tuberosidade do calcâneo; aponeurose plantar; septos intermusculares.

inserção

Face lateral da base da falange proximal do dedo mínimo.

inervação

N. plantar lateral (S2, S3).

principais ações

Abduz e flete o dedo mínimo (5º dedo).
Imagem: teachmeanatomy.com
Imagem: https://commons.wikimedia.org
NETTER: Frank H. Netter Atlas De Anatomia Humana. 5.ed. Rio de Janeiro, Elsevier, 2011.

flexor curto do mínimo

origem

Base do 5º metatarso.

inserção

Base da falange proximal do 5º dedo.

inervação

Ramo superficial do N. plantar lateral (S2, S3).

principais ações

Flete a falange proximal do 5º dedo, ajudando, assim, na sua flexão.
Imagem: teachmeanatomy.com
Imagem: https://commons.wikimedia.org
NETTER: Frank H. Netter Atlas De Anatomia Humana. 5.ed. Rio de Janeiro, Elsevier, 2011.

compartimento interósseo do pé

interósseos dorsais

origem

Faces adjacentes do 1º ao 5º metatarso.

inserção

1º: face medial da falange proximal do 2º dedo.
2º a 4º: faces laterais do 2º a 4º dedos.

inervação

Nervo plantar lateral (S2, S3).

principais ações

Abduz os 2º, 3º e 4º dedos e flete as articulações metatarsofalângicas.
Imagem: Kenhub.com
Imagem: Lumedia.org
NETTER: Frank H. Netter Atlas De Anatomia Humana. 5.ed. Rio de Janeiro, Elsevier, 2011.

interósseos plantares

origem

Aspecto plantar e faces mediais do 3º ao 5º metatarso.

inserção

Faces mediais das bases das falanges do 3º ao 5º dedo.

inervação

Nervo plantar lateral (S2, S3).

principais ações

Aduz os 3º, 4º e 5º dedos e flete as articulações metatarsofalângicas.
Imagem: Kenhub.com
Imagem: https://commons.wikimedia.org
NETTER: Frank H. Netter Atlas De Anatomia Humana. 5.ed. Rio de Janeiro, Elsevier, 2011.
MOORE: Keith L. Anatomia orientada para a clínica. 7. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014.
MOORE: Keith L. Anatomia orientada para a clínica. 7. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014.

compartimento dorsal do pé

extensor curto do hálux

origem

Em comum com o extensor curto dos dedos (acima).

inserção

Face dorsal da base da falange proximal do hálux (1º dedo).

inervação

N. fibular profundo (L5 ou S1, ou ambos).

principais ações

Ajuda o M. extensor longo do hálux a estender o hálux na articulação metatarsofalângica.
Imagem: teachmeanatomy.com
Imagem: https://commons.wikimedia.org
MOORE: Keith L. Anatomia orientada para a clínica. 7. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014.

extensor curto dos dedos

origem

Calcâneo (assoalho do seio do tarso); ligamento talocalcâneo interósseo; raiz do retináculo inferior dos músculos  extensores.

inserção

Tendões do M. extensor longo do 2º ao 4º dedo.

inervação

N. fibular profundo (L5 ou S1, ou ambos).

principais ações

Ajuda o músculo extensor longo dos dedos a estender do 2º ao 4º dedos nas articulações metatarsofalângicas e interfalângicas.
Imagem: teachmeanatomy.com
Imagem: https://commons.wikimedia.org
MOORE: Keith L. Anatomia orientada para a clínica. 7. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014.

Referências Bibliográficas

BONTRAGER: Kenneth L.;  John P.  Manual Prático de Técnicas e Posicionamento Radiográfico. 8 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2015.
MOORE: Keith L. Anatomia orientada para a clínica. 7. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014.
NETTER: Frank H. Netter Atlas De Anatomia Humana. 5.ed. Rio de Janeiro, Elsevier, 2011.
SOBOTTA: Sobotta J. Atlas de Anatomia Humana. 21ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2000.
Gostou do nosso conteúdo? Ajude-nos, compartilhando em suas redes sociais!